20 de jan de 2012

Risco de morte aumenta 31% a cada 5 pontos de aumento no IMC

A obesidade pode reduzir a expectativa de vida em até 4 anos entre os adultos e, mesmo para quem não fume e tenha boa saúde, o risco de morte pode subir 31% a cada cinco pontos de aumento no Índice de Massa Corporal (IMC).

Considerados “estatisticamente significativos” pelos autores, estes são os principais resultados de uma pesquisa publicada no The New England Journal of Medicine (respeitada revista médica).

Encabeçado por 22 Institutos Nacionais de Saúde dos EUA, o trabalho avaliou dados de 1,46 milhões de adultos brancos, entre 19 e 84 anos (média de 58).

A pesquisa analisou 19 estudos de longo prazo e revela que, quando comparadas às pessoas com peso normal, aquelas que apresentam sobrepeso (IMC entre 25 e 29,9) têm 13% mais risco de morte por diversas causas.

Para os obesos, os riscos aumentam mais: 44% se o IMC estiver entre 30 e 34,9; chega a 88% para os que possuem IMC de 35 a 39,9; e alcança 251% se o IMC estiver entre 40 e 49,9.

Segundo os autores da pesquisa, “para os brancos não hispânicos, tanto o sobrepeso quanto a obesidade estão associados com aumento da mortalidade por todas as causas”. Eles afirmam que os resultados do trabalho revelaram que “houve mais de 5 vezes mais mortes entre os participantes mais obesos do que em estudos anteriores, porque a obesidade severa tem se tornado mais comum”.

Estar acima do peso não é só questão de beleza, elegância ou estética, é uma questão de saúde, de qualidade e de quantidade de vida!

Dra. Priscila Rosa Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário