6 de ago de 2010

BIOIMPEDÂNCIA

Para estar em boa forma e saudável não basta apenas estar com o peso ideal. Quando a balança marca 60kg por exemplo, você tem que pensar: mas são 60kg de quê?

Além do peso e das medidas (circunferências de tórax, cintura e quadril) adequadas para sua altura e sexo é importante você ter uma composição corporal equilibrada. Nosso corpo é composto por água (a maior parte = 70%), proteínas (músculos), gorduras (há uma quantidade mínima de gordura essencial e saudável que devemos ter e há o excesso que é acumulado tanto entre os órgãos como no subcutâneo) e sais minerais (a maior parte encontra-se nos ossos tendo função de sustentação).

Avaliar a proporção entre esses componentes é difícil e nenhum método pode indicar isso com exatidão. Algumas formas de se fazer tal avaliação são as medidas de IMC (índice de massa corpórea) onde se avalia a relação entre peso e altura, a relação cintura-quadril onde se avalia a proporção entre essas regiões, a avaliação de pregas cutâneas onde se usa um adipômetro (aparelho manual tipo uma pinça) que indica a espessura adiposa em determinados pontos do corpo, a DEXA (Rx de dupla energia ou densitometria) que avalia a passagem de radiação pelos diferentes tecidos, a Tomografia computadorizada e a Ressonância magnética que avaliam precisamente a quantidade de gordura localizada e a Bioimpedância que utiliza uma corrente elétrica para avaliar a composição corporal.

Pela praticidade, comodidade, pequena margem de erro e grande confiabilidade a Bioimpedância é um dos métodos em alta no momento para se realizar esta avaliação. Porém existem diversos aparelhos de marcas diferentes e claro, de qualidade diferente. Cabe ao médico estar atento aos estudos que comparam os diferentos tipos de aparelho e mostra qual tem maior confiabilidade.

Na DUE dispomos de um aparelho de excelente qualidade e alta confiabilidade de resultados, o "inBody". Basta subir no aparelho que ele avalia sua composição corporal em 30 segundos e os dados são analisados por um programa de computador que imediatamente calcula e fornece todos os resultados.

Os resultados serão analisados e explicados ao paciente  e ainda serão impressos para que o paciente leve para casa e guarde a fim de poder comparar com futuros resultados e analisar a efetividade dos tratamentos propostos.



Os dados fornecidos serão o peso em kg, a quantidade de água corporal (quantos kg do seu peso são de água), a quantidade de gordura (em kg), a quantidade de músculos (em kg) e a quantidade de massa livre de gordura (quantos kg do seu peso total são outras coisas que não gordura), sempre comparando com o ideal esperado para sua idade, altura e sexo.

Ela também calcula a relação entre as circunferências da cintura e do quadril, medida esta que se relaciona com o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, sendo um importante parâmetro para avaliação da necessidade de prevenção e investigação precoce de doenças cardíacas. É fornecido o cálculo do IMC (índice de massa corpórea) mostrando se este está dentro do esperado e o percentual de gordura corporal.

Também teremos informação sobre a taxa metabólica basal do organismo, que é o quanto de calorias seu corpo gasta em um dia inteiro em repouso, para executar suas funções básicas de sobrevivência, como respirar, falar, piscar, fazer a digestão dos alimentos, etc. Essa quantidade de calorias (energia) necessária para seu organismo executar as funções básicas mostra o quanto de calorias diárias devem ser ingeridas para nem ganhar e nem perder peso, isso para uma pessoa que não realize nenhum tipo de esforço ou atividade física além do mínimo necessário para executar suas atividades do dia-a-dia.

Já quem faz algum tipo de atividade física terá direito a ingerir mais calorias por dia para compensar as gastas no exercício, e isso será calculado pelo médico pois varia de acordo com o tipo de atividade exercida. Outra vantagem da Bioimpedância é que ela faz uma análise total e seriada do corpo mostrando a quantidade de gordura e de músculos por segmento corporal separadamente: tronco, perna esquerda e direita e braço esquerdo e direito.

Isso é interessante pois mostra se há alguma desproporção na distribuição de gordura e musculatura do organismo, por exemplo, se houver mais gordura na região abdominal (visceral) há maior risco cardiovascular do que se houver mais gordura em regiões de membros; se houver musculatura menos desenvolvida em membros superiores ou tronco, isso mostra quais áreas devem ser mais trabalhadas nos exercícios de fortalecimento muscular.

Além de tudo isso a Bioimpedância ainda mostra o quanto em quilos a pessoa tem que perder de gordura e ganhar de músculos. Muitas pessoas podem estar acima do peso e fazendo exercícios de musculação para aumentar e definir os músculos e então descobrirem com a Bioimpedância que a quantidade de massa muscular que possuem já é ideal e que os músculos só não aparecem porque há muita gordura sobre eles. Então estas pessoas deveriam estar fazendo exercícios aeróbicos para perderem gordura e terem seus músculos mais definidos.

Nossa conduta após realizar a análise de sua composição corporal, bem como de outros fatores relevantes, será planejar junto com você qual estratégia será usada para atingir o resultado desejado, incluindo a dieta, a atividade física, o uso de tratamentos estéticos para reduzir medidas, etc. E então, você quer experimentar e se "conhecer melhor por dentro"?


Nenhum comentário:

Postar um comentário