25 de ago de 2010

Chá Verde

Chá verde é um tipo de chá feito a partir da infusão da erva Camellia sinensis. É chamado de verde porque as folhas da erva sofrem pouca oxidação durante o processamento, o que não acontece com as folhas do chá preto. Algumas outras ervas são vendidas com o nome de chá verde, porém o verdadeiro chá verde é o feito a partir da folha do arbusto Camellia sinensis.

Muito popular na China e no Japão, há pouco tempo começou a ser consumido com maior freqüência no ocidente, tradicional consumidor de chá preto, devido tanto a uma tendência orientalista, quanto às propriedades antioxidantes a ela atribuídas. A preparação do chá verde difere um pouco dos chás tradicionais. A água não deve estar fervendo, pois do contrário as folhas acabam sendo cozidas e proporcionando um gosto amargo à bebida. O tempo de infusão também não deve ser maior que 3 minutos. E de preferência, nada de acrescentar açúcar.

Originalmente da China, o chá foi levado ao Japão através de monges que viajavam entre os dois países e foi o único chá que se popularizou no Japão, tornando-se a bebida mais consumida do país, superando refrigerantes e bebidas alcoólicas. O chá verde também é produzido no sudeste do Brasil, particularmente no estado de São Paulo. Cuidado: embora existam marcas de qualidade reconhecida, é comum encontrar sob o nome de "chá verde", compostos de plantas, incluindo o mate. Isso é devido à grande generalidade do termo "chá" usado no Brasil, que pode se referir a qualquer infusão, popularmente.

Para conservar as qualidades do chá é preciso saber tempo certo para colher as folhas: colher antes do tempo acarretará folhas pouco maduras, e colher depois irá tornar o chá muito mais amargo estragando sua alta qualidade. Para um chá perfeito as folhas deverão ser recolhidas manualmente, já que com uma máquina, será impossível separar as folhas boas das ruins.

Estudos indicam que o chá verde é rico em substâncias antioxidantes chamadas polifenóis, que evitam a ação destrutiva dos radicais livres nas células, auxiliando no combate ao câncer e ao envelhecimento. O chá verde também é rico em tanino que faz diminuir as taxas do LDL (colesterol ruim) e fortalece as artérias e veias favorecendo a prevenção de doenças cardíacas e circulatórias. Pesquisadores acreditam que o hábito de beber chá em vez de café é um dos fatores responsáveis pelo menor índice de infarto em países do Oriente. O chá verde possui bioflavonóides e catequinas: substâncias que bloqueiam as mutações celulares que podem originar tumores.

Estudos também mostram que o extrato de chá verde pode suprimir o crescimento de Helicobacter pylori e sua adesão às celulas da parede gástrica. A H. pylori é uma bactéria relacionada a diversos problemas estomacais, entre eles úlcera, gastrite e até câncer em pessoas predispostas.

O chá verde possui manganês, potássio, ácido fólico, vitamina C, vitamina K, vitamina B1 e vitamina B2. Estudos recentes descobriram que o chá verde em creme melhora a defesa das células contra os raios UVB (ação fotoprotetora). Ao reduzir a inflamação causada por essa radiação, aumentaria a proteção contra o câncer de pele. Além disso, a planta do chá verde (Camellia sinensis) é rica em tanino, que também possui propriedades anti-sépticas, adstringentes e cicatrizantes, podendo ser indicada para limpeza de peles oleosas.

Um outro efeito muito bem-vindo do chá verde é o fato de ele ser termogênico, ou seja, acelerar o metabolismo ajudando a queimar a gordura corporal. Um estudo realizado na Suíça com três grupos que seguiram a mesma dieta mostrou que o grupo que recebeu chá verde teve aumento de 4% na velocidade de queima de calorias e queimou 5% mais calorias em relação aos outros dois grupos pesquisados. Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, demonstrou que o extrato de chá verde pode aumentar a utilização de energia muito acima dos efeitos da cafeína pura.

Comprovou-se também que as substâncias presentes no chá verde ajudam a prevenir cáries, têm ação antiinflamatória, antigripal e ativam o sistema imunológico.

Para quem não gosta de beber chá uma boa opção é ingerir o extrato de chá verde em cápsulas diariamente, a dose recomendada é de 500mg a 1000mg ao dia.


Dra. Priscila Rosa Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário