13 de ago de 2010

Colágeno - para a saúde da sua pele



O colágeno representa cerca de 25% de toda proteína do organismo humano. Ele tem a função de dar sustentação às células, mantendo-as unidas, sendo o principal componente protéico de órgãos como a pele, ossos, cartilagens, ligamentos e tendões. O colágeno é um elemento arquitetural para o nosso corpo. Para se romper uma fibra de colágeno de 1mm de diâmetro, exige-se uma carga de 10 a 40 kg.

O colágeno é produzido normalmente no nosso organismo desde que nascemos, e na fase da maturidade (aproximadamente aos 25 anos) o organismo está no auge da produção do colágeno. Contudo, estudos mostram que a partir dos 30 anos o corpo começa a perder esta proteína de forma progressiva. Dos 30 aos 40 anos a perda ainda é pequena, mas já é possível perceber os efeitos: rugas finas e algumas linhas de expressão.

A partir dos 50 anos, juntamente com a mudança hormonal causada pela menopausa, a perda passa a ser de 1% ao ano, principalmente pela diminuição na produção do estrogênio. Nessa fase, passa a ser produzido apenas 35% do colágeno necessário para manter uma pele com boa sustentação. As conseqüências dessa perda levam a um aumento ainda maior das rugas, linhas de expressão e flacidez da pele e do tônus muscular.

Supõe-se que esta seja uma das principais causas do envelhecimento, visto que o colágeno é essencial para manter a sustentação e jovialidade da pele. Compreender a razão pela qual o nosso corpo diminui a produção do colágeno com o passar dos anos, pode ser considerado um dos mistérios da juventude eterna!

Enquanto isso ainda não é desvendado, é imprescindível a realização de um tratamento preventivo. A alimentação deve ser equilibrada e rica em proteínas, que ajudam na produção do colágeno. Porém, sabemos que esta é uma ação a longo prazo. A alternativa é estimular a produção do colágeno por meio de grandes aliados: os produtos e aparelhos de beleza e estética.

Basta dar uma rápida olhada nos produtos de beleza que podemos encontrar o colágeno como o principal ou um dos componentes. Antigamente, os produtos não eram tão eficazes, pois o colágeno era composto em cadeias de proteínas muito grandes e sua penetração era prejudicada. Hoje o colágeno é incorporado aos lipossomas, que é uma espécie de veículo que facilita o transporte e a penetração do colágeno na pele.

A grande sacada da fisioterapia e medicina na área de estética foi o investimento em aparelhos de última geração com a finalidade de promover o aumento da produção de novas fibras de colágeno e também o rearranjo das fibras colágenas. Os aparelhos capazes de promover colagenização apresentam entre as suas principais ações corporais o combate à celulite, gordura localizada, flacidez e estrias e na área facial melhora evidente do envelhecimento cutâneo (rugas e flacidez).

O aparelho de alta tecnologia mais eficaz para rejuvenescimento capaz de promover colagenização é o laser, que age através da remoção da epiderme e da derme superficial, estimulando a formação de uma nova pele com deposição de um novo colágeno proporcionando um remodelamento da pele.

Porém a última novidade indispensável nas melhores clínicas de estética são os equipamentos de RADIOFREQUÊNCIA. Essa tecnologia não invasiva atua através de uma ponteira que emite ondas de radiofreqüência que aquecem a derme até 60º e atingem até as estruturas mais profundas. O resultado desse aquecimento é a contração e reorganização imediata do colágeno existente e também produz novas fibras. Esta é a primeira técnica não invasiva realmente eficaz contra flacidez podendo proporcionar melhora de até 60%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário