2 de set de 2010

Declare Guerra às Estrias!!!

As estrias são lesões lineares brancas ou avermelhadas na pele. Podem ter 1 cm ou mais de largura. Embora não tenha ainda um tratamento que acabe de vez com as estrias, existem muitos tratamentos que atenuam e melhoram seu aspecto, como também muitas formas para prevenir o seu aparecimento.

As mulheres são mais afetadas pelas estrias do que os homens. Devido a fatores biológicos e hormonais. As estrias aparecem principalmente quando a pele se estica. Apesar da grande elasticidade da pele, ela tem um limite. Caso o estiramento seja maior do que a pele possa aguentar ocorre ruptura das fibras elásticas. Há diversos fatores envolvidos em sua causa, como genética e alterações hormonais. é importante agir na sua prevenção, desde a adolescência, onde muitos dos fatores causadores estão agindo (crescimento, hormônios, etc).

Fatores que podem contribuir para o aparecimento das estrias:

- ENGORDAR-EMAGRECER: As estrias costumam aparecer mais em pessoas que engordam e emagrecem de forma contínua, visto que com o aumento de peso, as células não têm tempo de se multiplicar proporcionalmente ao excesso de gordura. Por isso é comum as estrias aparecerem em regiões em que há um aumento de peso maior como no bumbum, barriga, braços e mamas. Muitos acham que as estrias surgiram pelo emagrecimento, mas na verdade o que acontece é que a pele foi esticada além do limite quando houve ganho de peso e rompeu-se, só que as estrias tornam-se mais visíveis quando a pessoa emagrece e a pele fica flácida.

- CRESCIMENTO RÁPIDO: as pessoas magras também podem ter estrias. Quando acontece um crescimento rápido como no início da puberdade por exemplo, o corpo necessita de tempo para se adaptar ao crescimento dos órgãos e quando isto não ocorre, as estrias aparecem.

- TEMPESTADE HORMONAL: no início da puberdade, o corpo recebe uma quantidade muito grande de hormônios. Estas mudanças hormonais causam alterações drásticas no corpo levando, muitas vezes, ao aparecimento de estrias.

- EXCESSO DE EXERCÍCIOS: principalmente nos praticantes de musculação e atividades que causam hipertrofia muscular, quando os músculos crescem de forma muito rápida acabam esticando demais a pele e rompendo suas fibras.

- GRAVIDEZ: os hormônios da gravidez junto com o aumento de peso e o crescimento da barriga, podem levar ao aparecimento de estrias. É fundamental controlar o aumento de peso, que não deve ser superior a 12 quilos, como também procurar deixar a pele hidratada com o uso de óleos para o corpo.

- RESSECAMENTO DA PELE: o abuso do sol pode contribuir para o surgimento de estrias. O sol deixa as fibras elásticas e colágenas da pele mais frágeis e compromete sua firmeza. Os banhos muito quentes que removem a camada protetora da pele e a falta de hidratação também contribuem para o aparecimento de estrias.

TRATAMENTOS:

Existem muitos tratamentos estéticos para melhorar as estrias, mas não há ainda um que acabe de vez com elas. O ideal é tratá-las logo que surgem, quando ainda estão vermelhas, pois o resultado é melhor.

Veja algumas opções:

* MESOTERAPIA: são feitas injeções nas estrias, com finas agulhas, de substâncias que estimulam a proliferação celular e formação de um novo tecido rico em colágeno e elastina e substãncias que melhoram a circulação sanguínea auxiliando na nutrição e oxigenação do tecido.

* LASER: é realizado um tipo de "lixamento" da pele, que elimina uma boa parte da camada superficial. Ajuda a atenuar as estrias e pode acabar com aquelas mais recentes.

* PEELINGS QUÍMICOS: aplicação de ácido retinóico que acelera a renovação celular, estimula vascularização e formação de colágeno novo. O resultado só é percebido após um ano e deve ser interrompido se a pessoa for expôr-se ao sol.

* PEELINGS MECÂNICOS: lixamento da pele feito com aparelhos como o peeling de diamante ou cristal (microdermoabrasão) que tem ação abrasiva através de um jato de microcristais de óxido de alumínio ou uma ponteira com diamante. O peeling elimina de forma suave e uniforme as camadas superficiais da epiderme. O que leva a regeneração celular, resultando no surgimento de uma nova pele.

* CARBOXITERAPIA: considerado um dos melhores tratamentos para estrias, onde é injetado gás carbônico dentro da estria, bem superficialmente. Esse gás estimula a vascularização do local com estímulo à renovação celular e produção de colágeno.

* CREMES: Cremes a base de hidroxiprolina, um aminoácido essencial para a síntese do colágeno, prometem uma diminuição das estrias na ordem de 80%. São a última novidade no tratamento para estrias e podem ser usados tanto na prevenção quanto no tratamento. Pesquisas da Biotherm (fabricante de creme com hidroxiprolina) mostraram que em 79% dos casos, ele melhora a aparência das estrias existentes em 3 meses de uso (avaliou apenas 21 mulheres com estrias). O tamanho e a profundidade das estrias tiveram redução e a coloração delas foi atenuada.

Venha experimentar nossos tratamentos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário