5 de set de 2010

As Adoráveis Frutas Vermelhas

Frutas como morango, amora, framboesa, cereja, acerola, ameixa, açaí, jabuticaba, uva, maçã, melancia, goiaba vermelha e mirtilo fazem parte do grupo conhecido como frutas vermelhas. Muito apreciadas em doces e geléias, essas frutas são ricas em cálcio, fósforo, potássio e vitaminas A e C. Cem gramas de morango possuem 70 gramas de vitamina C e como as frutas são vermelhas com pigmentação roxa, elas têm antioxidantes e combatem os radicais livres previnindo problemas cardiovasculares, atuando contra o envelhecimento e melhorando a imunidade. A melhor forma de consumir essas frutas são do modo natural, pois elas perdem muitas de suas propriedades durante o processo de cozimento.

Uma das substâncias presentes nestas frutas que possui grande poder antioxidante e antienvelhecimento é o ácido elágico. Estudos in vitro mostraram que o ácido elágico puro aplicado em membranas de células e no DNA, se liga ao cobre e ao ferro e impede que eles formem radicais livres que agem no envelhecimento e na predisposição ao câncer.

O ácido elágico é um tipo de polifenol. Os polifenóis são compostos naturalmente presentes nas plantas responsáveis por sua mudança de cor conforme o amadurecimento. Alguns também agem como antioxidantes. O ácido elágico está associado à coloração vermelha das frutas e também serve para protegê-las, pois é tóxico para pragas, vírus e bactérias.

Morango:
O morango é fonte de vitamina C, catequinas e compostos fenólicos. Pesquisas associam o consumo de morango com a redução dos níveis do colesterol ruim (LDL). É rico em licopeno, substância responsável pelo seu tom vermelho e que combate a ação de radicais livres. Quando aplicado na pele, o morango estimula a circulação sanguínea, devolvendo seu brilho e maciez, além de deixá-la mais clara. Já no cabelo, a fruta é responsável por garantir mais brilho e prevenir a queda. Por ser mais suscetível ao ataque de pragas, o morango é exposto aos agrotóxicos com maior intensidade.

De acordo com um estudo divulgado em 2009 pela ANVISA, dos 17 alimentos avaliados, que incluem grãos, frutas e verduras, o morango ocupou a segunda posição, com teores de resíduos acima dos permitidos. Ele só perdeu para o pimentão. Se possível, opte pelos produtos orgânicos, produzidos sem a adição de agrotóxicos. A fruta é bastante perecível e pode ser armazenada por 3 ou 4 dias no máximo. Não deve ser lavado antes de guardar na geladeira, ou então deve-se lavar e secar muito bem, pois a fruta molhada apodrece com facilidade.


Maçã:
Fonte de fibra solúvel, a pectina, que colabora com um bom trabalho intestinal. A fruta contém também ácido málico, que contribui para absorção de vitamina C no organismo e estimulante das funções cerebrais.

Melancia:
Tem grande quantidade de água, o que faz com que seja um excelente diurético. Combate a ação dos radicais livres graças a duas substâncias, a glutationa e o licopeno. Contém em sua composição fósforo, ferro e cálcio e vitaminas do complexo B.

Cereja:
A fruta oferece proteção contra doenças cardiovasculares devido a quantidade de flavonóides presente nela. Também fonte de vitaminas A e C, e de fibras solúveis. Tem ação na prevenção do câncer e ação antiinflamatória.

Mirtilo:
Taninos, antocianinas, são as substâncias dessa frutinha, que têm sido ligados à prevenção do declínio mental relacionado com a idade e efeitos anti-câncer.

Jabuticaba:
Varre os radicais livres do organismo e reforça o sistema imunológico. O tom escuro da casca se deve a grandes concentrações de antocianina, um poderoso antioxidante. A polpa é rica em ferro, fósforo, vitamina C e vitamina B3. Tanto na casca quanto na polpa ainda está presente a pectina, uma fibra com o poder de regular as taxas de colesterol no sangue.

Framboesa:
Rica em antioxidantes como a antocianina, ela previne principalmente o câncer de boca e garganta. As folhas da framboesa combatem problemas do intestino, como cólicas e diarréias, e podem ser consumidas em chás.

Amora:
Rica em cálcio, a frutinha protege os ossos contra a osteoporose. Também é eficaz para tratar problemas de garganta, como rouquidão e irritações. Para desfrutar desses benefícios, coma 1 xícara (chá) de amoras por dia, alternando com o consumo de outras frutas vermelhas como a cereja e morango.

Ameixa:
Regulariza a digestão, acaba com a prisão de ventre e reduz inchaços e até celulite, graças a uma substância chamada sorbitol que auxilia o trânsito intestinal. Com isso o organismo acumula menos líquidos e toxinas, que são em grande parte responsáveis por inchaços e celulites. Pesquisas realizadas na Universidade de Innsbruck, na Áustria, constataram que quanto mais madura a ameixa, maior a quantidade de antioxidantes presentes nela. Ou seja, a proteção do organismo contra os radicais livres e, conseqüentemente, contra o envelhecimento precoce, é maior quando a fruta está bem madura. Compre as ameixas firmes e sem rachaduras, amassados ou picadas de inseto na casca. Se estiverem um pouco verdes, mantenha em temperatura ambiente para amadurecerem. Guarde as ameixas maduras, por no máximo, 5 dias, na geladeira.

Goiaba vermelha:
Rica em licopeno, substância aclamada por seu poder antioxidante com capacidade de combater os radicais livres. Fonte de vitamina A, que garante a saúde dos olhos e aumenta a imunidade; vitaminas do complexo B, principalmente a niacina, que previne enxaqueca, indigestão, diarréia, entre outros problemas; e a vitamina C que melhora a imunidade.

Acerola:
Rica em vitamina C, betacaroteno e minerais. Com pouquíssimas unidades de acerola, é possível prevenir uma série de problemas de saúde. Ela é uma das melhores fontes de vitamina C (possui 80 vezes mais que a laranja!). Também é fonte de provitamina A (betacaroteno), ferro e cálcio e tem baixo valor calórico. O ser humano não consegue sintetizar nem armazenar a vitamina C, portanto é preciso repor diariamente as doses pelo consumo de alimentos ricos nesse nutriente.

A vitamina C fortalece o sistema imunológico, é antioxidante e combate os radicais livres prevenindo o envelhecimento precoce, protegendo as artérias e o coração. Também fortalece cabelos e dentes e ajuda o organismo a absorver o ferro presente nos vegetais. Alguns especialistas recomendam o consumo de no mínimo, 60mg de vitamina C ao dia. A ingestão de 2 a 4 acerolas por dia é capaz de suprir as necessidades diárias de um adulto. A fruta congelada preserva grande parte dos nutrientes.

Açaí:
Tem poder antiinflamatório, digestivo e é indicado para crianças, adolescentes ou esportistas que precisam ganhar peso. Há mais de uma década, o açaí ganhou papel de destaque nas academias de musculação de todo o Brasil. Riquíssimo em calorias (energia) e ótimo para auxiliar no fortalecimento dos músculos, na prevenção de cãimbras e no combate a fadiga muscular.

O açaí é rico em potássio, cálcio e antocinaninas (antioxidante), tem poder aintiinflamatório e de prevenção contra o câncer. Servido com banana e granola, torna-se uma ótima pedida para o café da manhã ou mesmo lanche da tarde, decorrente do seu alto valor calórico (100 gramas da polpa do açaí contêm 110 calorias, destas 30% correspondem a gorduras monoinsaturadas). Não existe uma melhor forma de consumi-lo, o indicado é consumir como substituto de uma refeição.

Uva:
Rubi, Itália, preta, rosada…Cada um desses tipos possui cor, sabor e textura singulares e variadas quantidades de nutrientes. As uvas de coloração vermelha ou roxa (com a uva rosada ou preta) possuem grande quantidade de flavonóides, que aumentam o colesterol bom (HDL), melhoram a circulação e previnem danos arteriais, diminuindo assim o risco de doenças cardiovasculares. Os flavonóides são substâncias encontradas nos vegetais e atuam como antioxidantes.

São tipos de polifenóis, responsáveis pela defesa das plantas: protegem contra ataques de fungos, bactérias e até da radiação UV. Se os polifenóis já tem essa função nos vegetais, imagine então quando nós os consumimos! Os flavonóides também funcionam como aintiinflamatório podendo aliviar dores.

Encontrada em abundância na casca de uvas pretas, o resveratrol é uma substância (polifenol) antioxidante que ajuda a reduzir o colesterol ruim (LDL) e aumentar o bom colesterol (HDL). Ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares e do envelhecimento precoce e tem ação antiinflamatória. Todos os tipos de uvas possuem boa quantidade de minerais, em especial o potássio, essencial para a saúde dos músculos e equilíbrio da pressão arterial.

Os cachos também são repletos de fibras solúveis, que favorecem o bom funcionamento do intestino. Por ser rica em açúcares (glicose e frutose), a fruta fornece energia rapidamente e sacia a fome levemente. A uva ajuda a tratar afecções renais e a eliminar o ácido úrico, pois tem ação diurética e alcalinizante.

Coma pelo menos uma porção (1 taça de sobremesa) dessas frutas por dia e seu corpo lhe agradecerá!


Dra. Priscila Rosa Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário