26 de set de 2010

As Temidas Varizes

As varizes estampam as pernas de quase 30% dos brasileiros — principalmente as mulheres e a incidência está em pessoas cada vez mais jovens.
Já pensou em como é árdua a escalada que o sangue faz da ponta dos pés de volta ao coração? Se para baixo todo santo ajuda, subir a ladeira não é tão simples — veias e músculos precisam trabalhar em equipe para realizar a tarefa com sucesso. Acontece que alguns vasos da perna não aguentam o tranco: perdem o fôlego, relaxam, afrouxam o cinto... pronto!


Antigas conhecidas da mulherada, as marcas inconvenientes têm levado cada vez mais jovens ao consultório. Isso pode estar relacionado a fatores como o sedentarismo crescente, a obesidade, o cigarro e o uso precoce de anticoncepcionais. Apesar disso, o acesso ao médico está mais fácil ultimamente. Na verdade, o grande responsável pelas veias tortuosas não está sob o nosso controle, pois em 90% dos casos, o problema é hereditário! Essa tendência pode ser potencializada pelos hormônios femininos, um privilégio das mais moças. Eles deixam as paredes da veia mais flexíveis e, consequentemente, aumentam o risco de dilatação. Por isso até mesmo a pílula, a gravidez e a reposição hormonal aumentam o risco. Na lista dos réus também estão os quilinhos a mais e a falta de atividade física. Por isso, exercícios que estimulam os músculos da panturrilha (que auxiliam no bombeamento do sangue nas pernas) são tão importantes!


Embora as marcas apareçam quatro vezes mais em mulheres, os homens não estão livres desse mal — e por motivos semelhantes. Aliás, o número de marmanjos que procuram tratamento para varizes cresce vertiginosamente. No fim de um dia de trabalho, as pernas incham e dão aquela sensação de peso e queimação. Esses são sintomas típicos de quem sofre de varizes. No calor, essa sensação é ainda mais incômoda, porque as veias se dilatam mais. Mas, assim como algumas pessoas simplesmente não sentem nada, os vasos nem sempre ficam aparentes — sim, você pode ter varizes e não enxergá-las. O desconforto pode ser meramente estético ou causar um comprometimento apenas funcional. Como o problema tende a evoluir, o ideal é procurar um especialista ao menor sinal de dor sem causa. Felizmente, novos tratamentos e diagnósticos têm permitido flagrar a doença precocemente, o que evita muita dor de cabeça e nas pernas.


Se você acha ou sabe que faz parte deste time, evite passar muito tempo em pé ou sentado, ponha o corpo em movimento e consulte um médico para checar se uma meia elástica é indicada no seu caso. Cuidados como esses evitam que os vasos tirem férias de uma hora para outra.

Falando em tratamento o que pode melhorar (e muito!) e também prevenir as varizes é o conjunto EXERCÍCIO FÍSICO + DRENAGEM LINFÁTICA!

Como já foi dito, qualquer exercício que estimule o retorno venoso realizandoum bombeamento da panturrilha é válido, e o PILATES faz muuuuuuuito esse movimento. A Plataforma Vibratória também faz um ótimo trabalho pois a vibração que a máquina exerce sobre as pernas é capaz de estimular a circulação sanguínea e linfática, resolvendo muito o problema.

Já a Drenagem Linfática MANUAL age tentando restabelecer a normalidade da dinâmica dos fluidos corporais de forma generalizada, resgatando a capacidade das células interagirem mais satisfatoriamente.

Se esses tratamentos paleativos não forem eficazes apenas o especialista poderá indicar tratamentos mais avançados como a escleroterapia ou ainda a cirurgia. Porém, até que se chegue a este ponto, não custa levar uma vida saudável...como sempre falamos nesse blog...sua saúde está em suas mãos!
Dra. Pâmela Rosa Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário