8 de out de 2010

Cuidados nos tratamentos com ácidos

Devemos tomar cuidados quando fazemos tratamentos para a pele a base de ácidos. Se não utilizados corretamente, estes podem tornar-se os vilões em vez de mocinhos para quem busca uma pele mais jovem e bonita.

Os tratamentos realizados com ácidos deixam a epiderme (camada mais superficial da pele) mais fina e a pele mais sensível ao dano solar. Por isso, quem está fazendo tratamento com estes produtos é sempre orientado a proteger a pele do sol constantemente, utilizando filtros solares com alto fator de proteção no seu dia a dia, além de chapéu e barracas quando vai à praia.

Quem não está disposto a evitar o sol, não deve fazer estes tratamentos. Querer tratar a pele sem abrir mão de se queimar ao sol é uma contradição, pois é a radiação solar a principal responsável pelo envelhecimento.

Veja na imagem a diferença entre a pele da mesma pessoa no dorso da mão, exposta constantemente ao sol, e a pele do abdômen, protegida pela roupa.


Por outro lado, os ácidos provocam a renovação celular, regularizam a superfície cutânea, atenuam manchas e rugas e estimulam a produção de colágeno dando melhor elasticidade à pele. O conjunto de alterações provocadas pelo tratamento leva a uma pele de aspecto rejuvenescido e com mais viço.

Estudos nos quais se examina um pequeno fragmento de pele ao microscópio antes e depois do tratamento com ácido retinóico, mostraram que a pele tratada tem características de uma pele mais jovem do que aquela de antes do tratamento.

Os principais cuidados ao se iniciar tratamentos com ácidos são, em primeiro lugar, procurar um médico para saber qual tipo e concentração você deve usar (nada de copiar o creme da amiga, o dela pode não ser bom para sua pele!). Além disso deve-se preferir fazer estes tratamentos no inverno e mesmo assim deve-se usar filtro solar religiosamente, todo dia, independente de estar ensolarado eo não, e com reaplicações frequentes! Não use produtos vencidos e sempre faça o teste numa pequena área da pele antes de passar no rosto todo para certificar-se que não terá reações alérgicas. Se precisar usar alguma medicação para outros fins, oral ou tópica, comunique seu médico sempre!
Definitivamente, desde que sejam respeitadas as exigências de proteção adequada da pele contra a exposição solar, os tratamentos com ácidos levam ao rejuvenescimento cutâneo.
Lembre-se que no que se trata de pele saudável e jovem, o sol é o grande vilão! Não é proibido, mas se for expor-se ao sol, que seja com moderação, com protetor solar e nos horários em que ele é menos nocivo.
Dra. Priscila Rosa Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário