27 de out de 2010

Os cosméticos que devem ser incluídos na sua bolsa de praia!

Com o objetivo de organizar um dia de praia perfeito para que você possa aproveitar a brisa marinha e o sol sem lamentar-se depois das imprudências cometidas abaixo do astro rei.O objetivo é ter uma pele bronzeada, mas isso deve ser feito com prudência. Todos já sabemos que as mudanças climáticas estão deixando a radiação solar cada vez mais forte e tornando-se um perigo danoso à nossa pele. O câncer de pele já é o tipo de câncer mais frequente no Brasil e está diretamente ligado à exposição solar, na maioria das vezes de forma errônea ao longo dos anos.

Abaixo segue uma lista com os produtos solares que devem ser incluídos na sua bolsa de beleza e acessórios para que evite-mos estar entre esses 80% de casos de envelhecimento precoce produzido pela exposição solar!


NÃO PODE FALTAR! Usar um bom protetor solar é fundamental. Já é comprovado que seu uso (diário) retarda o envelhecimento. O mais premiado em estudos do Brasil e até internacionalmente (recentemente em Madrid, no prêmio Vogue Beleza) foi o Solar Expertise FPS 30 de L´Oréal París, valor médio de R$30,00.

As bolsas de vime são as melhores escolhas para armazenar seus produtos de praia, e deixá-los à salvo. Pois absorvem menos calor que as de outros tecidos.



























O protetor solar deve ser aplicado meia hora antes da exposição solar e a operação deve ser repetida a cada 1 hora. Se isso não adiantar e alguma vermelhidão aparecer, invista em produtos calmantes para refrescar sua pele, com agentes cicatrizantes e calmantes (camomila, aloe vera e algas marinhas). Quanto menos você esfregar, mais fácil será a recuperação.

Óculos solar...não vá à praia sem ele, sobretudo para prevenir doenças oculares causadas pelo sol, que gradual e cumulativamente, podem resultar na perda total da visão. As lesões oculares mais comuns causadas pelo excesso de sol são a queda da percepção de detalhes pela mácula - parte da retina responsável por esta função - e a formação da catarata, problema ocular grave, de maior incidência no mundo.


Estatísticas como essa, elaborada pela Sociedade de Dermatologia em conjunto com o laboratório La Roche Posay afirmou que 63% da spessoas desconhecem seu fototipo de pele, 65% não sabem eleger o índice de proteção solar de seu protetor conforme indicado, 43% descuida da proteção dos lábios (e a taxa de câncer labial só sobe!) e 29% dos pais protegem seus filhos com um índice de proteção menor que o recomendado.


Os lábios são muito sensíveis ao sol: têm pele fina e não contam com a ajuda da melanina, pigmento que protege contra o sol. Os raios ultravioleta alteram o DNA das células do lábio.O câncer de lábio atinge quem passou dos 40 e por isso mesmo já tomou bastante sol. Homens são mais afetados que mulheres, e há razões para essa diferença. Uma é que o batom comum, mesmo aquele que não inclui filtro solar na formulação, já causa uma pequena barreira aos raios solares. Outra é que a taxa de incidência nos homens é engrossada por trabalhadores rurais que passam a vida ao sol, sem proteção. O câncer afeta dez vezes mais os lábios inferiores do que os superiores. É mais uma evidência de que o sol está na origem do problema: o lábio inferior é anatomicamente mais exposto ao sol que o superior.

Dra. Pâmela Rosa Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário