20 de nov de 2010

Acne não é mais um problema sem solução!

A acne é uma das queixas mais freqüentes nos consultórios dermatológicos, atingindo não só adolescentes , mas pessoas de várias faixas etárias.


As glândulas sebáceas são sensíveis aos hormônios masculinos, que estimulam a produção de sebo propiciando a acne. As mulheres também possuem hormônios masculinos, em pequena escala. As glândulas estimuladas por estes hormônios (androgênios) secretam muito sebo, que em pessoas com hiperqueratinização da pele (excesso que queratina que obstrui os poros e não deixa o sebo sair dos folículos pilosos) acaba acumulando e dilatando os poros, formando cravos. A ação das bactérias sobre esse acúmulo de secreção sebácea causa as espinhas. A acne pode também ser causada pelo uso inadequado de cosméticos gordurosos, à base de óleos, lanolinas, que "entopem" os poros.

Algumas circunstâncias, como alterações hormonais (Síndrome dos Ovários Policísticos), stress, baixa de imunidade, alergias, contactantes ambientais, deficiências vitamínicas, etc, podem desencadear o aparecimento de acne na fase adulta. Até o momento não foi comprovada nenhuma relação causal entre qualquer tipo de alimento e a acne (como se acreditava ocorrer com o chocolate), apesar de algumas pessoas relatarem que quando comem determinado tipo de alimento apresentam acne em seguida, o que acredita-se ser uma resposta individual de cada organismo.

Medicamentos anabolizantes e implantes anticoncepcionais são responsáveis por alterações hormonais que costumam causar acne com muita facilidade.


O tratamento é feito de acordo com cada caso e inclui:

- Sabonetes à base de desengordurantes como sulfacetamida, ácido salicílico e enxofre.

- Loções adstringentes contendo antibióticos, como clindamicina e eritromicina.

- Cremes e géis oil free com ácido glicólico, ácido retinóico e outros retinóides.

- Antibióticos como minociclina, via oral.

- Limpezas de pele são bons coadjuvantes nos controle dos cravos pretos e brancos.
- Isotretinoína (Roacutan), via oral, é muito eficiente e geralmente consegue eliminar o problema de forma permanente.

- Peelings, preenchimentos e luz intensa pulsada podem ser usados para atenuar manchas e marcas.

- Luzes especiais como a azul (Multiwaves), com poucas aplicações de cerca de 20 minutos cada, conseguem acelerar significativamente o tratamento. Os equipamentos de luz pulsada também.

- Os hidratantes devem ser leves, não oleosos, de preferência à base de vitamina C. É um erro achar que pele oleosa não precisa de hidratantes, precisa sim! A pele oleosa tem excesso de óleo (sebo) o que não é a mesma coisa que água. Você tem que hidratá-la para ter um equilíbrio entre óleo e água.

- Maquiagem pode ser usada e até ajuda, mas deve ser retiráda antes de dormir.
- Não esprema as espinhas ou extraia cravos sozinha, isso só vai contaminar mais ainda sua pele (pois as mãos são bem sujas, principalmente as unhas!) e deixar marcas (cicatrizes) que depois são bem mais difíceis de resolver do que a acne.
- Tratamentos “alternativos” não científicos, como cremes caseiros, devem ser absolutamente evitados!


Não sofra com esse mal, procure um médico para resolver esse problema antes de ficar com manchas ou marcas!


Dra. Priscila Rosa Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário