13 de nov de 2010

ENDERMOTERAPIA


Corpo definido e pele bonita são dois grandes sonhos, principalmente, das mulheres. Para você que tem pressa e pretende manter a forma sem muito sacrifício, a endermoterapia é uma boa opção. O tratamento é realizado com um aparelho que massageia o corpo, provocando a melhora da circulação e a eliminação de toxinas. É eficiente no combate à celulite e gordura localizada.


A endermologia foi criada na França nos anos 70. O principal objetivo da técnica era eliminar cicatrizes decorrentes de queimaduras e acidentes. Depois de algumas sessões, o criador da técnica, Louis Paul Guitay, observou que na região tratada havia uma melhora, principalmente, na redução de celulite e gordura localizada. A textura da pele ficava lisinha, sem contar que tonificava a musculatura e remodelava o corpo.


Mas na hora de optar pela endermoterapia, é muito importante que você contrate os serviços de um profissional qualificado. O tratamento aplicado incorretamente pode provocar flacidez na pele, rompimento de vasos e deixar o corpo com hematomas e dolorido.


O aparelho é composto por dois rolinhos que deslizam sobre a pele e realizam uma tração no corpo, promovendo uma sucção e rolamento do cabeçote sobre a pele, aumentando assim em até três vezes a circulação sanguínea e a drenagem linfática e a produção de colágeno (substância responsável pela elasticidade da pele). Essa associação provoca quebra das fibras intercelulares que se formam ao redor das células de gordura causando o efeito irregular na pele. É importante ressaltar que essa ação permanece até seis horas após o término da sessão. A endermoterapia é aplicada principalmente na parte externa e interna das coxas, nas costas, na região interna dos braços e no abdómen. "Esse tratamento é procurado principalmente por mulheres bonitas, vaidosas e que já se cuidam, com idades que variam entre 28 e 45 anos. Mas cuidado! A técnica é indolor e não é recomendada para quem tem varizes, pois com o movimento do aparelho corre o risco de romper alguns vasos. A endermoterapia também realiza uma esfoliação que elimina as células mortas da pele, tonificando-a e devolvendo seu brilho natural. O tratamento aumenta a flexibilidade da pele


As sessões duram de 30 a 45 minutos. Isso varia conforma a área a ser tratada. Para obter um resultado satisfatório com o tratamento, o ideal é que realize-se no mínimo dez sessões, três vezes por semana. Entretanto, a quantidade prescrita dependerá do grau de celulite e gordura localizada de cada um.


Também é um procedimento super indicado para os tratamentos de verão, já que a técnica não deixa a pele com hematomas e nem edemaciada.


Dra. Pâmela Rosa Pereira.

7 comentários:

  1. Fiz uma sessão de endermoterapia e fiquei com alguns roxos. A esteticista disse que é normal, pois já tenho pré-disposição a ficar roxo. Isso é verdade ou foi feito de maneira incorreta.
    Até mais.Lu

    ResponderExcluir
  2. Olá. Você até pode ter predisposição a ficar com esses pontos roxos, chamados de equimoses em algumas regiões do corpo. Porém, a endermoterapia pode ter sua intensidade de sucção regulada e nas primeiras sessões deve-se manter uma intensidade menor para ver a reação da pele da pessoa. A formação de equimoses ocorre em decorrência de traumatismo (intensidade de sucção muito alta)ou por fragilidade capilar. Se for por fragilidade dos vasos não é recomendado a continuação do tratamento, visto que você pode acabar agravando a situação circulatória. Espero ter ajudade. Caso tenha outras dúvidas, escreva novamente!

    ResponderExcluir
  3. fiz uma sessão de endermoterapia, porém, fiquei com muitos ematomas e não conseguia dormir de barriga para baixo é normal?

    ResponderExcluir
  4. Não é normal ficar com hematomas e nem é normal não conseguir dormir de bariga para baixo devido à dor. Provavelmente a intensidade da sucção utilizada foi muito alta! O pacient enão pode sair com dor da sessão de endermoterapia!

    ResponderExcluir
  5. OLá. Fiz uma sessão de endermoterapia e fiquei com hematomas, roxo em algumas partes. Disseram que nas próximas sessões não ficará. Só na primeira mesmo. Acho que foi a intensidade alta pois quero um resultado mais rápido.
    Gostaria de saber como avaliar a profissional. De saber se ela não está sabendo realizar o trabalho ou realmente foi a intensidade alta. Tem como eu observar algo?

    ResponderExcluir
  6. Como já falamos acima, não é normal sair com hematomas...isso indica que o profissional não soube dosar a intensidade do aparelho para a sua pele. O resultado de hematoma no seu corpo não ajudará em nada o resultado, muito pelo contrário, apenas prejudica pois o hematoma significa que houve um traumatismo no seu corpo e que ele atingiu os vasos locais...sessão sobre sessão causando isso apenas vai formar mais trauma, e mais comprometimento vascular da sua pele...

    ResponderExcluir
  7. ops, o comentario acima foi da equipe do blog , saiu como anonimo!

    ResponderExcluir