24/11/2010

Gordura que queima gordura!


Os cientistas sabem que um tipo de tecido adiposo chamado gordura marrom tende a queimar calorias, em vez de armazená-los. A maioria dos adultos tem mais gordura branca do que marrom, uma vez que é mais importante armazenar calorias para uso futuro.

Mas quando se trata de perda de peso, a gordura marrom pode realmente ser útil. E com base nas pesquisas em ratos, parece que os pesquisadores descobriram algumas formas promissoras para explorar esta função natural.

Em um estudo publicado na revista Science, um grupo de cientistas europeus, liderada por Stephan Herzig, relatam que descobriram uma maneira de fazer a gordura branca agir como gordura marrom e acelerar a perda de peso.

Os pesquisadores se concentraram em uma enzima conhecida como cicloxigenase-2(COX-2), que está envolvida em uma variedade de funções fisiológicas, desde a regulação da pressão arterial até o controle da inflamação.

Em camundongos, o aumento da atividade da COX-2 resultou que a gordura branca passasse a agir como gordura marrom, e levou a uma perda de 20% do peso.
Este estudo é o primeiro a demonstrar que a manipulação do tecido adiposo marrom pode realmente emagrecer e que pode ser possível o uso de técnicas semelhantes em seres humanos.

Até recentemente, a gordura marrom foi isolada apenas em recém-nascidos humanos, pois sua principal função é gerar calor, necessário para simular o calor do útero. Como o crescimento, a temperatura passa a ser regulada por outros fatores, resultando em perda de gordura marrom praticamente por completo. No ano passado, cientistas identificaram a primeira evidência de um depósito de gordura marrom nos adultos, no pescoço, que a avivou a esperança de que poderia ser ativado para ajudar a queimar gordura.

Mas estudo descreve uma maneira mais eficiente de estimular a função da gordura marrom, na verdade estimulando a gordura branca a queimar mais calorias. Para isto, é preciso uma maior função da COX2 e um ambiente mais frio. Essa ressalva é importante porque a enzima COX-2 está presente em uma ampla gama de tecidos do corpo, e acelerar sua atividade pode levar a alguns efeitos secundários graves, como problemas de coagulação, aumento da sensibilidade à dor e anormalidades musculares.

Baseado em suas descobertas, Herzig acredita que a gordura marrom pode originar-se de uma célula-tronco do tecido adiposo que, por padrão tende a tornar-se gordura branca. Mas, sob certas condições, tais como um ambiente frio, estas células podem ser induzidos a agirem como gordura marrom.Com base nas estimativas em modelos animais, 50 gramas de gordura marrom pode ser suficiente para aumentar o consumo total de energia em seres humanos em 20%. Então seria preciso ativar uma quantidade relativamente pequena de gordura marrom para se obter um impacto considerável no metabolismo energético global.

Isso não significa que um comprimido de COX-2 vá se tornar o próximo tratamento para emagrecer. Nem significa que os antiinflamatórios inibidores da COX-2 acarretam necessariamente ganho de peso. Até agora, parece que a ativação do tecido adiposo marrom exige muito gatilhos específicos, mas estes resultados contribuem em muito para identificar quais são essas condições.

Dra. Pâmela Rosa Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário