17 de nov de 2010

Menos sal = mais saúde!

O excesso de sódio na alimentação se relaciona a doenças como hipertensão, AVC e problemas renais. Além do saleiro na mesa que costuma ser derramado em cima dos alimentos no prato, há o sal que vem embutido já nos alimentos industrializados.


Segundo dados de um estudo canadense de 2004, lá os adultos consomem cerca de 3g de sódio por dia, quando a quantidade necessária recomendada é cerca de 2,3g/dia. No Brasil um estudo publicado na Revista de Saúde Pública da USP em 2008 concluiu que a quantidade de sódio disponível nos domicílios brasileiros para consumo é de 4,5g por pessoa, excedendo muito a quantidade recomendada.


Crianças entre 1 e 3 anos devem consumir 1,5g de sódio/dia e doa 4 a 8 anos 1,9g/dia.


O sal de cozinha é composto 405 de sódio e 60% de cloro. Cada 1g do sal contêm 400mg de sódio, e podemos comer 6g do sal de cozinha por dia para não ultrapassar os limites diários recomendados. Mas isso seria falando apenas do sal que derramamos nos alimentos na hora de seu preparo ou na hora de comer, sem contar o que vem nos alimentos que geralmente possuem sal para realçar o sabor ou para durarem mais tempo.


A preferência por alimentos salgados é um hábito de paladar que se adquire e é possível ajustar gradualmente o paladar para atingir níveis aceitáveis do consumo de sódio. Quanto menor a quantidade de sódio ingerida, menor o risco de doenças a ele relacionadas. É importante evitar o consumo de alimentos processados como enlatados, conservas, embutidos, defumados, molhos de soja, mostarda, catchup, etc. Dê preferência a alimentos frescos e naturais que são ricos em potássio (frutas e verduras). Esteja atento e leia as informações nutricionais no rótulo dos produtos vendo a quantidade de sódio que pode estar descrita de várias formas como: glutamato monosódico, nitrato de sódio, edulcorantes, hidróxido de sódio, hexametafosfato de sódio, caseinato de sódio, etc.


Desde 2003 a OMS (Organização Mundia de Saúde) tem estimulado o menos consumo de sódio, gordura trans ou saturadas e açúcar. Alimentos com mais de 480mg de sódio por porção são considerados com alto teor de sódio e devem ser consumidos com moderação ou de preferência, evitados. Os considerados livres de sódio podem conter até 5mg do mineral e os considerados com baixo teor de sódio podem conter até 35mg por porção, então até mesmo estes "livres" ou "com baixo teor" de sódio, têm sódio!


Os alimentos que você deve evitar por serem mais ricos em sódio são: molho de soja (shoyo), mortadela (40g dela tem 2g de sódio), salame (40g dele tem 3g de sódio), macarrão instantâneo (2,1g de sódio em 1 pacotinho), pratos semiprontos congelados (chegam a ter 42% do total de sódio diário recomendado), lasanha congelada (60% do sódio diário recomendado em 325g), batata chips (até 0,3g de sódio para cada 100g de batata), cereais matinais (30g tem mais de 50% das necessidades diárias de sódio de uma criança), sopas prontas (a maioria tem mais de 2g de sódio por porção).


Tente diminuir seu consumo de sódio aos poucos, começe evitando estes alimentos ricos em sódio e usando outras opções de produtos para temperar saladas, aos poucos seu paladar se acostumará e você sentirá menos falta do sal. Previna-se agora, para não ter que tratar-se depois!


Dra. Priscila Rosa Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário