23 de jan de 2011

Estresse Pode Levar à Obesidade

Você é um escravo das dietas e exercícios e vive preocupado com a balança?

Então esta notícia pode lhe interessar: cientistas israelenses encontraram um gene que nos faz sentir vontade de comer doces e alimentos gordurosos quando estamos estressados. Então, relaxe!

Segundo o pesquisador Alon Chen, do Weizmann Institute, em Israel, o estudo de que participou queria descobrir por que as pessoas recorrem aos biscoitos calóricos, por exemplo, quando se sentem sob estresse em casa ou no trabalho. Os cientistas perceberam, durante experimentos com ratos, que um determinado gene bombeia uma proteína – a Ucn3 – em momentos de tensão.

A Ucn3 afeta músculos, fígado, pâncreas, coração, etc, e é produzida no cérebro, onde aumenta o apetite e nosso grau de satisfação, além de alterar o modo como o corpo usa a insulina. Assim, o gene recém descoberto estaria ligado não apenas à obesidade, mas também ao diabetes tipo 2.



A conclusão do estudo é que devemos ter cuidado com nosso nível de estresse. Se ele estiver constantemente alto, fora de controle, o risco de engordar e adoecer aumenta muito.

Controvérsias:

Por outro lado, uma pesquisa da University College London, no Reino Unido, revelou através de uma revisão de estudos que o estresse provoca poucos efeitos no peso, à longo prazo. A maioria dos 32 artigos estudados não encontrou associações entre os níveis de estresse e o aumento do peso ao longo dos anos.

O pesquisador Andrew Steptoe comenta que o fato não significa que o estresse não provoque aumento de peso em algumas pessoas. O efeito médio do estresse no ganho de peso pode não ser significativo, mas é possível haver diferenças individuais: “Algumas pessoas podem aumentar a ingestão de comida sob estresse, enquanto outras perdem o apetite”, afirmou.

Publicados nos últimos 20 anos, os estudos analisados avaliavam os níveis de estresse dos participantes e os acompanharam por até 38 anos, a fim de verificar a influência sobre o peso. Apenas 1/4 das pesquisas encontrou uma pequena relação entre pessoas mais estressadas e aumento de peso, afetando mais os homens do que as mulheres – o que contraria o senso comum.

O pesquisador Andrew Steptoe conclui: “A mensagem geral é que, com base nas melhores pesquisas científicas, não é provável que o estresse tenha um papel importante para a obesidade”. Ainda assim, ele admite que são necessários mais estudos que expliquem por que algumas pessoas engordam mais por causa do estresse.

Então, por via das dúvidas é melhor não correr o risco de querer atacar a geladeira ou os armários da dispensa na hora do nervosismo...

Se você estiver nervoso, ansioso ou estressado, vá se exercitar! Ou se distraia fazendo algo que goste, como um passeio, compras, ver um filme, receber massagem, vá ao cabeleireiro...mas não recorra à comida!!!

Dra. Priscila Rosa Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário