16 de fev de 2011

Do que é feito seu corpo?

Como você sabe quanto de seu peso é agua, músculos ou gordura?

Ao subir na balança você pode ficar feliz ou triste com os números mostrados, mas na verdade, você não tem como diferenciar o quanto dele é massa magra (ossos, músculos, água e outros tecidos) e o quanto é pura gordura corporal.

Para estarmos em boa forma, não basta controlar o peso ou o Índice de Massa Corporal (IMC). Precisamos conhecer e controlar a nossa Composição Corporal. O nosso corpo é composto por água, proteínas, minerais e gordura. A nossa saúde depende do equilíbrio correto entre estes componentes.

Só uma avaliação especializada poderá lhe dizer ao certo se seus 50, 60 ou 70 quilos são bons ou ruins. Claro que visualmente, pelas formas corporais, podemos inferir que uma pessoa tem mais gordura e outra mais músculos (tipo Jô Soares e David Beckham...sem ofensas Jô!), mas quando não se tratam de extremos como estes, como vamos saber?

Como falei, a avaliação através de um exame de imagem que pudesse escanear nosso corpo e mostrar exatamente o quanto de gordura temos seria o método ideal. Esse método é a densitometria (é o mesmo exame que é feito para avaliar massa óssea e presença de osteoporose, mas aqui ele é usado para avaliar todos os tecidos e não só os ossos), mas ela é pouco usada por ser cara.

Um dos métodos mais modernos e fiéis que podem ser usados para fazer essa avaliação é a Bioimpedância. É uma balança que emite uma corrente elétrica que atravessa o corpo e consegue diferenciar o que é músculo, água e gordura. Existem vários modelos de balança com essa técnica, mas nem todas possuem um mecanismo confiável suficiente e com pequena margem de erros.

Para o médico que utiliza esse aparelho na avaliação é importante possuir um de marca confiável que tenha a menor margem de erro e variação possível, pois isto influenciará na sua avaliação do caso e no acompanhamento do tratamento. Algumas marcas não têm resultados precisos.

Uma das marcas mais consagradas de aparelhos de Bioimpedância é a InBody. O sistema InBody utiliza a mais avançada tecnologia de Bioimpedância, capaz de aliar precisão, simplicidade e rapidez, fornecendo uma informação completa sobre a nossa condição atual e uma orientação sobre a composição corporal ideal.

A avaliação é rápida, demora cerca de 30 segundos e um sistema computadorizado diferencia a quantidade de músculos, gordura e água corporal da pessoa; mostra quanto de seu peso corresponde a massa livre de gordura, quanto é sua taxa metabólica basal (gasto energético em calorias do organismo) e ainda faz uma análise segmentar mostrando onde estão distribuídos os músculos e a gordura (se é mais no abdome, nas pernas, braços, etc).

Com essa análise, o médico calcula seu gasto energético total, de acordo com seu grau de atividade física diário e lhe indica quantas calorias você deve consumir por dia para perder, manter ou ganhar peso.

É possível avaliar o risco cardiovascular através da relação cintura-quadril e a própria balança indica o quanto de músculos a pessoa tem que ganhar ou quanto de gordura tem que perder, e mostra qual parte do corpo tem que ser mais trabalhada.

A folha com os resultados é impressa na hora da avaliação e o paciente guarda uma cópia para poder comparar com a próxima avaliação, que deve ser feita a cada 3 meses aproximadamente.

Abaixo veja o quadro mostrando o peso do paciente (57,4 kg) e quanto desse peso em quilos é composto por músculos (massa de músculo esquelético = 22,8 kg)) e por gordura (massa de gordura = 15,3 kg); também mostra a água corporal total (30,7 kg) e total da massa livre de gordura (tudo que não é gordura, como ossos, água, músculo, minerais, etc = 42 kg):O quadro abaixo mostra o IMC (índice de massa corporal = 21,1), a porcentagem de gordura corporal (26,7%), a relação cintura-quadril (0,81) e a taxa metabólica basal (1.278 kcal):



Abaixo você pode ver a análise segmentar que a balança faz, mostrando no primeiro bonequinho a distribuição da massa magra (está normal nos membros e abaixo do esperado no abdome, devendo essa região ser mais exercitada) e no segundo bonequinho vemos a distribuição de gordura corporal que está normal e proporcional em todo o corpo:



Por fim, a folha de resultados trás exatamente o quanto de massa muscular você precisa ganhar e quanta gordura tem que perder para estar 100% dentro do recomendado e ideal para seu tipo físico:



Aqui na DUE, oferecemos esta avaliação para todos os pacientes que buscam acompanhamento com objetivo de emagrecimento e para os que fazem programas de treinamento físico (Pilates, Plataforma, musculação). Assim o paciente pode conhecer melhor seu corpo (muitos se surpreendem com o resultado da avaliação) e podemos trabalhar exatamente o que ele precisa (ganho muscular ou perda de gordura numa determinada região), mantendo um acompanhamento onde poderemos visualizar a efetividade do que está sendo feito no tratamento.

Venha conhecer-se melhor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário