22 de fev de 2011

OBESIDADE NECESSITA DE TRATAMENTO DIFERENCIADO


A obesidade é considerada uma doença crônica de difícil tratamento, que pode vir acompanhada de grande estresse psicológico, causado tanto pela questão do risco à saúde quanto pelo estigma social ocasionado pelo excesso de peso. Dessa forma, essa doença pode ser causadora de sofrimento, depressão e de comportamentos de esquiva social, que prejudicam a qualidade de vida.

Pesquisas abordam que as causas da obesidade são múltiplas, envolvendo aspectos genéticos, ambientais, psicológicos, sociais, endócrinos e metabólicos. Nesse contexto, o tratamento para o controle do peso deve ser realizado por uma equipe interdisciplinar, envolvendo o tratamento médico (seja medicamentoso ou não, com exames clínicos), a orientação nutricional, a orientação psicológica (com ênfase na mudança comportamental e na percepção dos fatores e eventos subjetivos que podem influenciar no aumento do peso) e a atividade física.

A orientação psicológica pode ser realizada através do tratamento comportamental aplicado em conjunto com técnicas cognitivas, chamado de Terapia Cognitivo-Comportamental, que vem se mostrando como um auxiliar para o controle de peso. Essa técnica baseia-se na análise e modificação de comportamentos disfuncionais associados ao estilo de vida do paciente e seu objetivo é implementar estratégias que auxiliam no controle de peso.Ressalta-se que todo esse processo deve ser planejado e construído com o paciente, enquanto sujeito participante e ativo nesse processo do emagrecimento.

Michelly Dellecave, psicóloga, CRP 12/6519.

Nenhum comentário:

Postar um comentário