13 de jul de 2011

Cerveja faz bem à saúde!

Essa, é pra não dizer que só falamos de frutas e verduras:

Recentemente descobriu-se que a cerveja pode diminuir o risco de doenças cardíacas, aumentar a longevidade e ter ação anti-cancerígena. Isso, claro, juntamente a uma dieta rica em carne branca, frutas e verduras.


Um estudo da Universidade da Califórnia, nos EUA, constatou que o consumo moderado de alguns tipos de cerveja pode ajudar a fortalecer os ossos e evitar a osteoporose.

A cerveja tem em sua fórmula o silício, um componente que contribui para melhorar a densidade óssea. Porém, os nutricionistas alertam que esses benefícios da cerveja podem ser cancelados pelo consumo excessivo do álcool, já que a ingestão de mais de duas doses de álcool por dia aumenta o risco de fraturas nos ossos.

O silício é encontrado no grão da cevada utilizada para a fabricação do malte da cerveja e também, em menor quantidade, no lúpulo, outro ingrediente da bebida. As cervejas com as maiores quantidades de silício são as ales claras (cervejas de fermentação a temperaturas mais altas) e as lagers (com baixa fermentação ou fermentação a frio). Nas cervejas escuras, o processo de torração dos grãos de cevada reduziria a quantidade de silício e as feitas com trigo teriam uma quantidade pequena de silício.

Em se tratando de calorias, é bom lembrar que 1 litro de cerveja é menos calórico que a mesma quantidade de refrigerante.

Um outro importante benefício da cerveja é a ação antioxidante, uma vez que cereais e grãos são uma ótima fonte de antioxidantes. Cervejas com alto teor de antioxidantes geralmente têm grande quantidade de polifenóis, altamente benéfico para a saúde.

Outros benefícios dignos de nota são fornecidos pelo lúpulo. Responsável pelo aroma e amargor, caracteristicos da cerveja, o lúpulo e seus derivados também agiriam como um antibiótico natural.

Outros benefícios da cerveja:

• É livre de microorganismos patogênicos;
• Possui compostos com ação antiinflamatória;
• Possui compostos sedativos que combatem o estresse e induzem o sono;
• Possui compostos amargos (lúpulo) que estimulam o trato digestivo, pelo aumento da produção de ácidos e aumento do fluxo de sangue no trato gastrointestinal, facilitando a digestão e estimulando o apetite, sendo benéfico para pessoas com dificuldades nutricionais;
• Possui compostos com ação diurética e efeitos benéficos em problemas de bexiga.

É importante lembrar que o consumo deve ser moderado para que se possa alcançar esses benefícios. Consumo moderado seria, no máximo, três copos diários, preferencialmente, nas refeições, ou acompanhada de algum alimento.

Concluindo, a cerveja se apresenta como uma bebida equilibrada, de baixo teor alcoólico (3% a 4%) e níveis significativos de vitaminas (folatos, em particular), minerais e silício. O Consumo regular e moderado pode tornar-se um estilo saudável de vida, juntamente com uma alimentação equilibrada.

Então, aí está um bom motivo pra beber uma cervejinha sem culpa (moderadamente!).

Dra. Priscila Rosa Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário