16 de out de 2011

Grupos alimentares, importância na dieta saudável!


Você quer ter uma dieta mais saudável e balanceada? Se sim, você tem que aprender sobre os grupos alimentares! Você já deve ter crescido conhecendo os quatro básicos: grupo dos laticínios, grupo das carnes, grupo dos grãos, e grupo das frutas e vegetais. Alimentos estão no mesmo grupo quando compartilham propriedades nutricionais similares.

Exemplos de grupos alimentares:

Grãos: aveia, trigo, pães e bolos, farinhas, massas, cereais (granola, corn flakes, etc), biscoitos, pipoca, milho, etc.

Frutas: maçã, banana, uva, laranja, mamão, abacaxi, manga, melão, pêssego, pêra, morango, etc.

Vegetais: brócolis, couve, espinafre, ervilha, cenoura, batata, tomate, etc.

Laticínios: leite, queijo, iogurte, manteiga, creme de leite, requeijão, nata, etc.

Carnes: bovina, suína, frango, peixe, frutos do mar.

Castanhas, sementes e legumes: castanha do Pará, castanha de caju, amêndoas, macadâmia, pistache, amendoim, nozes, semente de girassol, linhaça, feijão, lentilha, etc.

Quanto devemos ingerir de cada grupo?

Para saber isso, é necessário avaliar seu gasto energético diário (gasto energético basal somado ao gasto de acordo com atividade física praticada). Então observa-se quantas calorias são necessárias você ingerir diariamente para perder peso e esse total de calorias deve vir das diferentes fontes alimentares existentes.

Para facilitar o seguimento da dieta é importante você ter uma tabela de alimentos de cada um dos grupos alimentares com seu valor calórico e saber o valor exato de cada porção (em gramas por exemplo, ou em número de colheres, de copos, de unidades, etc).

É importante lembrar que dentro de um mesmo grupo existem escolhas mais ou menos saudáveis, pois além das calorias de cada alimento, eles trazem consigo nutrientes como vitaminas e minerais. Como já falamos aqui, a escolha do que comer não pode ser baseada no sabor exclusivamente e nem se monta uma dieta olhando apenas o número de calorias. Não é legal se todas as calorias do dia vierem de um único grupo alimentar, você tem que comer alimentos de todos os grupos e ainda variar as opções dentro de cada grupo.

Não, realmente não é fácil ou simples montar uma dieta balanceda e que ainda fique gostosa, por isso justamente que existe faculdade para formar profissionais capazes de fazer isso (e outras coisas mais) por você: o nutricionista! É muito comum as pessoas acharem que não precisam de um nutricionista porque sabem bem o que deveriam comer e não comem porque não querem. Mas na prática vemos que não é bem assim! Ao conversarmos com essas pessoas que acham que já sabem tudo sobre alimentos bons ou ruins e sobre dieta, percebemos várias informações não embasadas e conceitos errados.

Para ter uma boa alimentação é muito importante informar-se e tentar conhecer ao máximo sobre alimentos, grupos alimentares, nutrientes de cada alimento, etc. Pois assim, você aos poucos vai incorporando conceitos importantes e aprendendo a se virar sozinho na hora das escolhas. Mas até chegar lá nesse ponto, o caminho é longo e difícil, e é aqui que profissionais podem facilitar as coisas pra você! Informe-se e admita: se você realmente soubesse ao certo o que fazer, já teria feito. Muito provavelmente você já tentou fazer desse seu jeito e não deu certo...

De onde vem o que eu como? Como eu devo conservar o alimento para não perder seus benefícios? Qual melhor forma de preparo? Qual diferença entre comer isso ou aquilo? Além das calorias e energia, o que mais este alimento me oferece de bom ou de ruim? Existem respostas para todas estas perguntas!

Dra. Priscila Rosa Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário