4 de fev de 2012

PIRÂMIDE DA ATIVIDADE FÍSICA


A pirâmide acima indica assim como a pirâmide alimentar a forma como devemos nos comportar não em relação à alimentação, mas sim em relação à movimentação!


No topo da pirâmide estão as atividades mais sedentárias, que exigem pouco esforço físico...como passar horas em frente ao computador, TV, dormindo, etc.


Abaixo estão os exercícios de flexibilidade e força, que servem para manter o nosso corpo em estado de manutenção ideal, recebendo frequentemente aquela pequena dose de alongamento para nos manter relaxados, sem tensões acumuladas, com postura organizada e a força para nos manter firme para nossas atividades diárias e de esporte também, com a postura firme e estabilizada para que não haja formação de lesões osteo-musculares ou posturas antálgicas.


Mais abaixo encontram-se os exercícios aeróbicos e as atividades de recreação, que servem para manter nosso corpo em atividade, longe do sedentarismo. Essa fase da pirâmide representa o que no passado passávamos a maior parte do tempo fazendo lá na selva: caçando, sobrevivendo, marcando nosso território!


Na base da pirâmide encontramos as atividades diárias...que podem nos parecer simples, mas demandam movimento biomecanicamente correto, organizado e exigem do nosso corpo movimentação constante...abaixar para pegar uma caixa, estender uma roupa num varal alto, passear com o cachorro na rua, mexer a pena no fogão, até os movimentos da vida moderna como dirigir o carro contam. Essa movimentação é primordial para nossa sobrevivência, porém se alguma das atividades acima da base faltarem, a base sofrerá consequências em sua composição, não será forte e resistente o suficiente para realizar todas as tarefas.


Por isso, mexa-se! Aquelas atividades do dia-a-dia que parecem tão simples e rotineiras já contam e muito para o nosso corpo manter-se dinâmico...aliás é esta a palavra de ordem: DINAMISMO!!!


Dra. Pâmela Rosa Pereira


Nenhum comentário:

Postar um comentário