10 de mar de 2012

BANHO QUENTE OU FRIO?


Tomar banho é um ato que faz parte da rotina das pessoas ao redor do mundo, mas ele não serve só para higiene do corpo. Seu simbolismo vem lá da antiguidade com a rainha egípcia Cleópatra, ícone histórico de beleza e sensualidade. Diz a lenda que ela passava horas imersa em banhos preparados com seivas de plantas aromáticas e leite. Desde então, os banhos se tornaram referência para a beleza.

No banho, a água pode ser usada em diferentes temperaturas que não apresentam efeitos colaterais e ajudam a deixar a pele mais bela, limpando impurezas, retirando as células mortas e renovando as energias. Além disso, podem controlar e curar estados agudos de problemas, da diarreia à enxaqueca, passando ainda pelos resfriados. A escolha é sua. Veja a seguir, as propriedades terapêuticas da temperatura de cada um.

Quente
O banho quente é indicado para acalmar e também ajudar contra a insônia. Pode ser usado para momentos de dores, lesões e fraquezas musculares, promovendo relaxamento muscular e diminuição dos espasmos. A água quente aumenta a circulação, diminui a fadiga e ainda promove o relaxamento do corpo como um todo.

Mas atenção, a temperatura não pode ser muito alta. Quando muito quente, a água provoca desidratação, secura e até a flacidez da pele. Por outro lado, a água morna refresca e ainda serve de estimulante.

Frio
Já a água fria possui ação anti-inflamatória porque ajuda na vasoconstricção, diminuindo a circulação e melhorando o tônus da pele. Também proporciona uma sensação de vigor e ânimo, sendo responsável pela elevação da autoestima e promovendo benefícios no aspecto emocional. O banho frio não agride a pele e ainda revigora as funções orgânicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário