5 de mar de 2012

Qual a melhor dieta?


A dieta mediterrânea (européia) tradicional se caracteriza pela abundância de alimentos como pão, massas, verduras, saladas, legumes, frutas e frutas secas, azeite de oliva como principal fonte de gordura, oleaginosas como castanhas e nozes, moderado consumo de pescados, aves, produtos lácteos e ovos, pequenas quantidades de carnes vermelhas e pequenas ou moderada quantidade de vinho (consumido normalmente durante as refeições).

Os carboidratos consumidos (pães e massas) são principalmente integrais, feitos com farelos integrais e muitos grãos e sementes, sendo portanto, uma dieta bem rica em fibras.

Esta dieta é pobre em ácidos graxos saturados e tem alto teor de ácidos graxos monoinsaturados derivados do azeite de oliva.

As maiores vantagens são a de proteger o coração contra infartos, diminuir o risco de câncer, defender a pele contra agressões, retardar os danos ao cérebro causados pelo envelhecimento e aumentar a longevidade. Esses benefícios à saúde são oferecidos pela Dieta Mediterrânea em geral, e pelo azeite de oliva, em particular.

Até pouco tempo se pensava que cozinhar utilizando o azeite de oliva não era benéfico, pois se acreditava que ao ser aquecido, ele perdia suas propriedades antioxidantes e se tornava tão ruim quanto qualquer outro óleo. Porém, estudos mostraram o contrário. Mesmo aquecido, o azeite de oliva preserva suas propriedades antioxidantes benéficas a saúde, devendo ser portanto, o escolhido para o preparo dos alimentos no lugar dos demais óleos.

É claro que ter acesso a pescados frescos não é nada fácil em nossa realidade, diferente do pessoal que vive nos países onde se pratica a dieta mediterrânea na Europa.

Mas fora isso, todas os demais hábitos são perfeitamente praticáveis! Todos podemos comer pão, arroz e massas integrais em vez dos brancos, comer mais legumes, verduras e frutas do que costumamos, usar o azeite de oliva para cozinhar, comer castanhas e nozes, beber um pouco de vinho nas refeições, comer menos carne vermelha (e mais pescados), e usar leite e derivados menos gordurosos (optar pelos desnatados e sem açúcar).

Essa dieta preza pelos alimentos frescos, da estação, preparados na hora e nada de congelados.

Se você quer viver mais e melhor, começe a pensar seriamente em seguir essa dieta, que não é nada radical, inclui alimentos muito gostosos e traz inúmeros benefícios a sua saúde!

Nenhum comentário:

Postar um comentário