9 de mai de 2012

TSH alto na gestação pode causar atraso de desenvolvimento cognitivo em crianças


Você sabia?

Durante a gestação, principalmente no 1o trimestre, é ideal que o TSH (hormônio que estimula a tireóide a produzir seus hormônios T3 e T4) esteja bem mais baixo do que é o considerado normal nas pessoas não grávidas.

Numa pessoa qualquer, o valor desse hormônio pode variar de 0,5 a 5,0, sendo considerado normal qualquer valor dentro deste intervalo.

Mas na mulher grávida, isso é bem diferente, sendo o valor ideal do TSH na gestante em torno de 2,5.

Isso ocorre pelo fato de se saber que se esse hormônio estiver mais baixo significa que a tireóide está tendo uma produção hormonal ótima de T3 e T4, o que é fundamental para o desenvolvimento adequado do sistema nervoso do feto.

Esses hormônios maternos (T3 e T4) atravessam a placenta e são responsáveis por permitir uma maturação neurológica adequada no bebê no início da formação, porque a tireóide do bebê só conseguirá produzir seus próprios hormônios numa fase mais tardia da gestação.

Um estudo avaliou bebês de mães com valores diferentes de TSH durante a gestação e acompanhou essas crianças por muitos anos, constatando que os filhos das mulheres com TSH mais alto (em torno de 4,0 a 5,0) apresentaram maiores dificuldades de aprendizado e tiveram um desenvolvimento intelectual mais lento.

Não chagava a ser um retardo mental, mas sim um atraso quando comparados às outras crianças cujas mães tiveram TSH mais baixo durante a gestação.

Infelizmente, a dosagem de TSH e a manutenção de seu valor nessa faixa mais baixa, não é um consenso e não faz, portanto, parte da rotina do pré-natal estabelecida no país. É uma conduta da maioria dos endocrinologistas dar atenção a isso, mas não é uma regra. E nem toda gestante procura um endocrinologista na gestação.

Portanto, se você está grávida ou planeja engravidar, procure seu médico e converse sobre isso!

Manter o TSH nos limites mais baixos principalmente no primeiro trimestre da gestação é muito importante para o seu bebê!

Nenhum comentário:

Postar um comentário