19 de jun de 2012

Regra número 23

TRATE A CARNE COMO UM INGREDIENTE EXTRA OU UM ALIMENTO PARA OCASIÕES ESPECIAIS



Mesmo sendo verdade que os vegetarianos costumam ser mais saudáveis que os carnívoros, se você for um apreciador de carne, não precisa eliminá-la de sua dieta. A carne, que os humanos comem e saboreiam há muito tempo, é um alimento nutritivo, motivo pelo qual sugiro que você coma “principalmente” e não “somente” vegetais.

Os quase vegetarianos, ou “flexitarianos” – gente que come carne aproximadamente duas vezes por semana -, acabam sendo tão saudáveis quanto os vegetarianos. Mas o norte-americano em média come carne em duas ou até em três das refeições diárias – praticamente 250g por dia cada pessoa -, e aí está a prova de que quanto mais carne há em sua dieta – carne vermelha em particular -, mais suscetível você fica a ataques do coração e ao câncer.

Por que?

Poderia ser a gordura saturada, ou o tipo específico de proteína, ou o simples fato de que, com toda essa quantidade de carne, não cabem vegetais no prato. Pense em inverter o tamanho das porções tradicionais: em vez de 226g de carne e 113g de verdura, sirva 113g de carne e 226g de verduras. Thomas Jefferson provavelmente estava por dentro das coisas quando recomendou uma dieta baseada principalmente em vegetais e que se usasse a carne, sobretudo, como “um ingrediente flavorizante”.