8 de jun de 2012

Regra número 8

EVITE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS COM PROPAGANDA DE PROPRIEDADES SAUDÁVEIS



 Isso parece contrariar a intuição, mas raciocine: para trazer propaganda de propriedades saudáveis na embalagem, um produto tem, antes de tudo, que vir embalado, portanto, de cara, é mais provável que seja um alimento processado que um integral.

Além disso, os grandes fabricantes de alimentos têm os meios de assegurar propaganda de propriedades saudáveis aprovadas pela FDA (Food and Drug Administration) para seus produtos e depois alardeá-las para o mundo. Em geral, são os produtos da moderna ciência da alimentação que trazem as propagandas de propriedades saudáveis mais ousadas, e estas, quase sempre, se baseiam numa ciência incompleta e muitas vezes ruim.

Não se esqueça de que a margarina, um dos primeiros alimentos industrializados a afirmar ser mais saudável que o alimento tradicional de que era o sucedâneo, no fim das contas contém gorduras trans, que predispõem a doenças do coração.

Os alimentos mais saudáveis no supermercado – os hortifrutigranjeiros frescos – não alardeiam fazer bem à saúde, porque seus produtores não têm dinheiro nem embalagem pra isso. Não interprete o silêncio dos inhames como um sinal de que eles não têm nada de importante a dizer sobre sua saúde.