14 de nov de 2012

Vacina anti-idade?


Imagine prevenir rugas, flacidez, perda de vitalidade e outras consequências do envelhecimento da pele com uma vacina? 

Pois é justamente esse o intuito de um ativo que chegou recentemente ao Brasil. 

Ao contrário do que o nome sugere, o novo tratamento não envolve agulhas ou injeções: trata-se de uma formulação tópica contendo RESISTEM, ativo proveniente de células-tronco da planta asiática Globularia cordifolia. 



O ativo é capaz de neutralizar as reações nocivas que envelhecem as células, pois atua desintoxicando, regenerando e lutando contra os radicais livres, garantindo que a pele continue se renovando.

Estudos realizados pelo laboratório francês Sederma, especializado em ativos de alta tecnologia, apontam que estas células-tronco possuem notável capacidade de resistência e de reparação da barreira cutânea. "O RESISTEM deixa a pele mais uniforme, hidratada, luminosa e revitalizada", conta, direto do último Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a dermatologista Ana Carolina Lage, que já está usando o ativo nos cremes manipulados que prescreve.

Este ativo, só pode ser encontrado em produtos manipulados.