21 de jul de 2013

Professora muda estilo de vida e perde 20kg com dieta e atividade física

Perder peso não é só uma questão de estética, mas também de saúde e qualidade de vida. No caso da professora Cristiane Dias da Silveira, de 31 anos, a estética foi uma consequência da mudança que ela teve que fazer para reverter todos os resultados dos exames.
“Em novembro de 2012, eu estava bem gordinha e quase entrando em depressão. Fui ao médico e descobri que estava com as taxas de colesterol e triglicérides alteradas e princípio de anemia”, lembra a guaraense, do Distrito Federal.
Segundo a sua médica, esses números eram reflexo do estilo de vida que Cristiane levava, com maus hábitos alimentares e sedentarismo. “Ela disse que eu tinha que mudar de vida porque senão ficaria diabética e hipertensa e me aconselhou a procurar um nutricionista e uma atividade física que eu gostasse para perder 10 kg”, conta a professora.
Porém, o efeito foi o contrário: Cristiane voltou ainda mais deprimida para casa, continuou a comer cada vez mais e chegou ao peso de 77 kg, o que a colocava no quadro de obesidade por causa de sua altura, 1,59m. “Nenhuma calça mais me servia, só usava roupas de malha e estava numa situação crítica. Eu me sentia muito mal, só ficava em casa porque tinha vergonha de mim. Só ia trabalhar porque tinha que ir mesmo”, diz a guaraense.
Com os resultados dos exames, ela decidiu mudar os hábitos e conseguiu perder 20 kg; fotos mostram antes e depois (Foto: Arquivo pessoal/Cristiane Dias da Silveira)Com os resultados dos exames, ela decidiu mudar os hábitos e conseguiu perder 20 kg; fotos mostram antes e depois (Foto: Arquivo pessoal/Cristiane Dias da Silveira)
Para tentar perder o peso que lhe trazia tantos problemas, a professora já havia tentado até tomar remédios, mas lembra que não foi a melhor decisão. “Quase morri por causa disso. Fui parar no hospital sem um pingo de potássio no sangue, não conseguia mexer meus dedos e o médico me disse que era grave”, lembra. Depois do trauma, ela resolveu que poderia até ficar acima do peso, mas que nunca mais recorreria a medicamentos.
Porém, seis anos depois, ela decidiu mudar de vida e emagrecer – do jeito seguro, natural e saudável. Cristiane procurou uma academia e um nutricionista para começar a se exercitar e mudar a dieta. “Há 10 anos, eu jogava futsal, era uma atleta, mas aí parei e virei sedentária. Então, dessa vez, comecei a ir à academia todos os dias e logo o resultado foi aparecendo”, conta.
Na alimentação, ela diz que mudou praticamente tudo. “Comia muito e tudo errado, só fritura, chocolate, carboidrato e biscoitos recheados, por exemplo. Depois cortei tudo isso e comecei a comer de 3 em 3 horas e a beber cerca de 3 litros de água”, conta. 
A dieta, então, passou a ter muitas vitaminas, frutas, cereais integrais, castanhas, iogurtes, sanduíches naturais e diversas outras opções saudáveis. 
Cristiane procurou uma academia e um nutricionista para começar a se exercitar e mudar a dieta (Foto: Arquivo pessoal/Cristiane Dias da Silveira)Cristiane procurou uma academia e um nutricionista para começar a se exercitar e mudar a dieta (Foto: Arquivo pessoal/Cristiane Dias da Silveira)
Os reflexos começaram a aparecer não só na balança, mas também no dia a dia da professora, que começou a ter noites de sono muito melhores. “Tinha muita insônia. Às vezes, ia dormir às 4h e tinha que levantar às 6h para trabalhar. Hoje, meu sono é totalmente regular e durmo em média 8 horas por noite, sem nenhum problema”, conta. Além disso, Cristiane sentia falta de ar, o coração acelerado e tinha o cabelo e as unhas fracas, “tudo por causa do estilo de vida que levava”, como acredita.
Agora posso me considerar uma pessoa saudável"
Cristiane Dias da Silveira

Com 57 kg, 20 kg a menos na balança, ela conseguiu sair do quadro de obesidade e atingir o peso adequado para sua altura. 
Depois disso, todos os exames que antes estavam alterados foram normalizados. “Agora posso me considerar uma pessoa saudável”, avalia a guaraense. 

E não só uma pessoa saudável, mas também uma pessoa feliz – a professora comemora o resultado em pouco tempo e diz que agora pode vestir qualquer roupa que quiser, algo que considera “importante” na vida de uma mulher.
Para quem precisa dar o primeiro passo, a dica de Cristiane é ter disciplina, força de vontade, foco e determinação. “Tem tentações o tempo todo, então precisa resistir senão não adianta”, defende. Em seu caso, ela diz que houve melhora até mesmo em sua profissão, que exige muito condicionamento físico. “Sou professora de Ensino Fundamental e Ensino Médio e fico em pé, em média, 5 horas por dia. Antes era um martírio, minhas pernas pesavam e sentia dores no joelho. Hoje trabalho sem problemas”, conta, satisfeita.
Cerca de 6 meses depois, ela avalia todas as vantagens que sua atitude trouxe. “Antes eu não tinha qualidade de vida e meu corpo estava pedindo socorro. Hoje eu tenho ânimo para tudo e vivo muito bem, minha vida melhorou 100%”, finaliza.
'Agora posso me considerar uma pessoa saudável', avalia Cristiane, com 20 kg a menos (Foto: Reprodução/Bem Estar)'Agora posso me considerar uma pessoa saudável', avalia Cristiane, com 20 kg a menos (Foto: Arquivo pessoal/Cristiane Dias da Silveira)
 (Fonte: g1.globo.com/bemestar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário