23 de jul de 2013

Saiba como manter a postura correta nos exercícios para evitar lesões

Fazer exercício físico, seja aeróbico ou de fortalecimento muscular, é extremamente importante para a saúde, mas é preciso sempre ter orientação e ajuda de um profissional.
Esse cuidado deve ser ainda maior com os equipamentos da academia, por exemplo, que se não forem usados com a postura adequada, podem causar diversas lesões e consequências ruins para a saúde, como alertaram o médico do esporte Gustavo Magliocca e a educadora física Luciana Brait no Programa Bem Estar da Rede Globo.
De acordo com os especialistas, é importante ainda que esses aparelhos estejam sempre ajustados e em boas condições de uso, principalmente nas academias populares ou em parques da cidade.
Imagem mostra como fazer o alongamento (Foto: Mariana Palma/G1)Veja como fazer o alongamento (Foto: Mariana Palma/G1)
Além disso, o médico do esporte Gustavo Magliocca explicou que é muito importante fazer o alongamento antes e, se possível, depois de se exercitar para reduzir também o risco de lesões e dores (veja no quadro ao lado).
Há ainda a possibilidade de lesões nos exercícios livres, que dependem de maior estabilidade muscular, coordenação motora e consciência corporal.
Depois que a pessoa consegue ter essa estabilidade e consciência do corpo, ela pode migrar para o uso desses aparelhos e, com a ajuda de um profissional, aprender a utilizá-los do jeito seguro.
Por exemplo, no caso da bicicleta ergométrica, o principal erro é em relação ao banco. Muitas vezes, por não saber mexer ou por vergonha de pedir ajuda, a pessoa acaba não ajustando na altura correta e, por isso, faz o exercício com uma postura perigosa. Isso pode aumentar o risco de lesões de joelhos, quadril e coluna – e quanto maior a carga com a postura errada, maiores são os problemas.
Já na esteira, é comum ver algumas pessoas correndo e fazendo bastante barulho – isso acontece porque elas pisam com o pé inteiro e impulsionam o corpo muito para cima, como se estivessem saltando. Segundo a educadora física Luciana Brait, a dica, nesse caso, é correr como se estivesse pisando em ovos, sempre com o calcanhar primeiro e só depois com a ponta dos pés. Dessa maneira, é possível evitar grandes impactos que podem causar complicações para as articulações dos joelhos, tornozelos e também para a lombar.
Ainda nos exercícios mais livres, há também o Stiff, feito para trabalhar o posterior da coxa. Nesse exercício, a pessoa de pé segura uma barra com peso nas laterais, flexiona o tronco para a frente e desce com a barra até o chão.
O problema nesse caso, segundo o médico Gustavo Magliocca, é que muita gente esquece de alinhar as pernas com os ombros e de flexionar um pouco os joelhos e, dessa maneira, não estabilizam a coluna e os braços, o que pode prejudicar os joelhos e a coluna.
A educadora física Luciana Brait explicou também que no caso de exercícios com peso, é muito importante flexionar os joelhos para distribuir a carga para outras regiões do corpo. Se o joelho fica estendido, tensiona muito a região da lombar, o quadril e os joelhos e pode ser perigoso.
Por outro lado, nos exercícios com aparelhos, o cuidado deve ser maior ainda. Por exemplo, no Leg Press, que trabalha o anterior das coxas, as articulações do quadril, joelhos, tornozelos e coluna são muito exigidas – nesse caso, a dica é deixar a coluna alinhada, a carga relativamente ajustada, os pés um pouco afastados e virados para fora e com a força concentrada no meio do joelho.
Em relação à cadeira abdutora, muitas pessoas costumam inclinar o tronco para a frente e, de acordo com os especialistas, isso não traz nenhum problema desde que a coluna esteja reta. As pessoas costumam fazer isso porque deixa o exercício mais fácil e trabalha também com um número maior de músculos.
O Pull Over, feito para as costas, também pode causar problemas, mas para a lombar, os ombros e os cotovelos. Ao puxar a barra, a dica nesse caso é colocá-la sempre à frente do corpo e nunca atrás para evitar prejuízos à coluna cervical e às articulações.
Por fim, os especialistas explicam como fazer o exercício para os trapézios. A dica, nesse caso, é deixar sempre os braços totalmente estendidos - se o cotovelo é flexionado, o resultado não será atingido. Se a pessoa tiver muita dificuldade para levantar com o braço esticado, ela deve diminuir o peso.
Nas imagens abaixo, você vê o jeito certo de utilizar alguns aparelhos da academia e também o jeito errado, que pode causar muitas dores e lesões. 
Nesse exercício, os pés devem estar retos e a coluna toda apoiada na cadeira; veja o certo e o errado (Foto: Mariana Palma/G1)Nesse exercício, os pés devem estar retos e a coluna toda apoiada na cadeira; veja o certo e o errado (Foto: Mariana Palma/G1)
Ao puxar a barra, é melhor trazê-la para a frente do corpo, nunca para trás, como mostra a educadora física Luciana Brait (Foto: Mariana Palma/G1)Ao puxar a barra, é melhor trazê-la para a frente do corpo, nunca para trás, como mostra a educadora física Luciana Brait (Foto: Mariana Palma/G1)
Na bicicleta, o mais importante é ter o banco ajustado, para não tensionar a coluna; a educadora física Luciana Brait ensina (Foto: Mariana Palma/G1)Na bicicleta, o mais importante é ter o banco ajustado, para não tensionar a coluna; a educadora física Luciana Brait ensina (Foto: Mariana Palma/G1)
Ao andar na esteira, a coluna deve estar reta; a educadora física Luciana Brait mostra  (Foto: Mariana Palma/G1)Ao andar na esteira, a coluna deve estar reta; a educadora física Luciana Brait mostra (Foto: Mariana 

Nenhum comentário:

Postar um comentário