5 de out de 2013

O risco do uso de suplementos: Estudo aponta relação entre altos níveis de ômega-3 e câncer de próstata

Ácidos graxos como o ômega 3 são amplamente recomendados por médicos como uma maneira de manter a saúde em dia. 

Estas substâncias têm propriedades anti-inflamatórias e são associadas ao combate a problemas cardíacos, artrite e até câncer.


Mas, para os homens, o ômega 3 pode aumentar riscos de câncer na próstata, segundo dados do Centro de Pesquisa do Câncer Fred Hutchinson, nos Estados Unidos. 

Um estudo da entidade, publicado pelo jornal inglês The Telegraph, mostra que altos níveis de ômega 3 no sangue aumentam em 43% os riscos de desenvolver a doença. 

O ômega 3 ainda foi associado a tumores do tipo mais agressivo, que passam a ser 71% mais comuns.


Os dados foram obtidos a partir de análises de amostras de sangue de 834 pacientes já diagnosticados com câncer de próstata e de 1.393 homens sem a presença da doença no organismo. 

Os pesquisadores apontam que as diferenças de concentração de ômega 3 no sangue correspondem a mais do que duas porções de salmão por semana e são obtidas por meio de suplementos, em forma de pílulas.


"Mostramos novamente que o uso de suplementos nutricionais pode ser perigoso", disse o médico Alan Kristal ao Jornal do Instituto Nacional do Câncer. 

Os médicos ainda não sabem a real relação entre a substância e a doença, mas a suspeita é a de que os ácidos graxos sejam convertidos em ingredientes que alteram o DNA das células.

(fonte: saude.terra.com.br)

Nenhum comentário:

Postar um comentário